Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Ribeirinhos

Publicado: Quinta, 07 de Julho de 2016, 17h16 | Última atualização em Sexta, 08 de Julho de 2016, 16h12 | Acessos: 82

Histórico

“O ribeirinho é, sem dúvida, o mais característico personagem amazônico. Em suas práticas estão presentes as culturas mais diversas que vêm dos mais diferentes povos indígenas, do imigrante português, de imigrantes nordestinos e de populações negras. Habitando as várzeas desenvolveu todo um saber na convivência com os rios e com a floresta”.

Os povos ribeirinhos são resultado dos séculos de ocupação da floresta amazônica por brancos, índios e negros. A miscigenação entre estes grupos resultou num povo que absorveu características das três culturas, principalmente ameríndia e europeia. O ciclo da borracha, em meados do século XIX, foi responsável por levas de migração de nordestinos para a floresta, que também constituíram essas populações. Os ribeirinhos preservam tradições e conhecimentos indígenas típicos da floresta, mantendo vivos também mitos e tradições locais, que ainda possuem papel relevante na constituição da cultura ribeirinha. O dia a dia conta com a crença em seres sobrenaturais que ainda influenciam as ações dos homens e os ritmos naturais. Toda essa herança vem sendo transmitida via história oral.

De todo modo, as comunidades ribeirinhas se constituíram à margem de um projeto oficial desenvolvido primeiro pela coroa portuguesa e depois pelo Brasil independente, ambos historicamente priorizaram os grandes centros em detrimento das demandas e questões das populações que há séculos habitam as margens de rios distantes na Amazônia.

Fim do conteúdo da página