Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Introdução
Início do conteúdo da página

Isqueiros

Publicado: Quinta, 07 de Julho de 2016, 15h31 | Última atualização em Sexta, 08 de Julho de 2016, 15h59 | Acessos: 753

Introdução

“É notório o apego daquelas mulheres às obrigações da pesca de iscas, quando sabemos que essa atividade exige massivo esforço físico, esforço esse muitas vezes desempenhado pelo sexo masculino. Como no caso de dona Maria do Carmo, os mais velhos prolongam a sua participação útil nessa árdua atividade, mantendo o mesmo caráter esportivo inicial e respeitado pelos demais. Nessa trajetória esportiva em meio às dificuldades se misturam adolescência, juventude e velhice traduzindo-se numa surpreendente alegria de viver daquela comunidade.”1

Os catadores de iscas ou isqueiros são trabalhadores que vivem da coleta de iscas vivas para o setor de turismo da pesca. Complementam sua renda com a pesca artesanal e vivem próximos a ribeirões e áreas inundáveis do Pantanal Mato Grossense, além da beira de rios e no litoral do estado de São Paulo. As mulheres apresentam papel de destaque nas comunidades de isqueiros, pois compõem boa parte da renda da família no exercício dessa profissão enquanto os homens ocupam-se com atividades também ligadas ao mercado da pesca esportiva. Possuem ferramentas de trabalho simples mas muito eficientes e técnicas pautadas no manejo do ecossistema pesqueiro, com a observação e respeito aos ciclos naturais de cheia e seca das águas, aos ciclos reprodutivos da vida aquática e às fases da lua.

“A íntima relação entre homem e natureza, atribui ao produtor da pesca artesanal a qualidade ímpar de conhecedor de seu meio envolvente, atribui-lhe regras de equilíbrio e de preservação; o seu universo mítico, por outro lado, inculca-lhe mecanismos (ainda que inconscientes) de preservação da natureza.”2

Fim do conteúdo da página